quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Regressado de férias

Ausente por duas semanas na Costa Vicentina, primeiro entre cervejas e músicas do mundo, depois entre cervejas, mergulhos, banhos de sol, mais cervejas e valentes petiscadas, fui picando algumas factualidades desportivas.

No que toca ao Nosso Clube, naturalmente, destaca-se a venda do Roberto e toda a polémica despoletada. Considerando os ecos provenientes da vizinhança castelhana, não me choca minimamente a reacção da CMVM. Estranha-se apenas que não se pronuncie depois da agremiação andrade confirmar a cedência gratuita de 15% de uma maçã podre a uma empresa onde uma das principais figuras é um ex-dirigente do clube anteriormente capitaneado pelo pedaço de fruta. E já que se fala no rapaz, Benfiquista de capitular, ao que se diz, lamento que o Presidente, na sua entrevista ao Expresso, não tenha explicado os detalhes da recusa da eventual contratação de um jogador que chegaria altamente motivado à Luz e com a camisola 8 à disposição. Os tais 15% explicarão a decisão?

Interessante também a confirmação do controlo tentacular de um canal televisivo pelos andrades. A Benfica TV, com todos os defeitos que as pessoas lhe possam apresentar, não se esconde. Tudo é feito às claras e tudo é feito no âmbito do interesse desportivo do Clube. Para o bem e para o mal. Já os andrades metem mão num canal dito generalista que poderá servir outro tipo de interesses através da sua vertente informativa. E já agora, onde anda aquele sujeito que queria meter o Azenha a treinar o Benfica?

Para os lados do Lumiar a boa disposição – leia-se titularidade do Polga - parece garantida. O texugo norte-americano, aquele que, dizem eles, só não foi titular do Milan porque se lesionou na pre-época, é um digno sucessor daquele senhor que, diziam eles há um ano, só não era titular lá em cima por embirração do Professor Desdentado. Junte-se a curiosidade do treinador ter imposto aquele peruano que se lesiona a cada 45 dias apesar do corpo clínico do clube, como se esperava, não ter aprovado o jogador.

Regressando ao Benfica confesso-me revigorado depois de um período altamente depressivo perante o que me parecia ser uma época novamente mal preparada. Este novo esquema táctico, com um meio-campo que se anuncia dominador – e o craque belga ainda está a metade do que espero dele – faz-me salivar e, pela primeira vez desde a sua chegada, não temo pela não titularidade de Cardozo, que mesmo assim nos será muito útil. Sim, continuo a ser contra a sua saída do Benfica. Dos novos reforços, só Bruno César me deixa apreensivo. O fraquinho Wass foi-se, como esperava, e para já dou o benefício da dúvida a Emerson. Matic será seguramente uma peça útil e Nolito, apesar de ter aspectos que merecem ser trabalhados por Jesus, está a superar todas as minhas expectativas. A manutenção de Miguel Vítor e Urreta, a confirmar-se, saúda-se. E nunca mais é sexta-feira...

PS- O cabeça de gel perdeu dois dentes na testa de um benfiquista. Não me junto ao clima de festa de alguns. Não aprovo comportamentos que criticamos a terceiros.

1 comentário:

Xipoca disse...

Ahhh a Costa Vicentina...
Adiante... falta-te falar, talvez, das noticias q dão conta das negociações com Pais de Amaral para a transmissão dos jogos em casa do Bnefica. Na entrevista ao Expresso desta semana LFV diz q ouviu dizer q se conseguisse 40.000.000 por época lhe faziam uma estátua, para logo de seguida dizer "Podem começar a preparar a obra" Lindo!!
Des resto, acerca das novas contratações, concordo ctg em qause tudo. O Emerson não engana... não façam dele um suprasumo da batata, mas verdade seja dita, não compromete. E por 2M, acho uma grande contratação. O Cap q corra

Bem regressado

Abraços