quarta-feira, 15 de julho de 2009

Com papas e bolos...

Acusam-me de azia, acusam-me de ter medo de ser feliz, acusam-me de ser pró-Veiga, acusam-se de ser contra-Vieira, acusam-me de tudo, menos de ser do Benfica. Aí também me podiam acusar e dizer: " Eh pá, este gajo é do Benfica!". No meio de tanta acusação, também me podiam acusar desse pequeno pecado de ser sócio do Benfica há quase 20 anos, de não ter lugar cativo porque o meu trabalho e respectivo horário não o permitirem, mas não, preferem que eu tenha azia, que seja contra isto ou contra aquilo.

O que é certo, é que de há um tempo a esta parte, e o reparo do LC sobre a saudação é um bom exemplo, o Benfica é sempre o campeão da Pré-Época e depois no final vê-se que o 3º lugar é o máximo que alcança na competição a sério.

É sempre em Julho, que com os novos processos, os novos treinadores, os novos treinos, os jogadores, os emigrantes, tudo leva o Benfica à Glória e ao Sucesso, rapidamente desvanecido ao fim de um ano. E tem sido assim, desde 2004. Ano após ano, treinador novo, equipa técnica nova, jogadores novos, métodos de treino inovadores e o habitual "este ano é que é!".

Estamos a 15 de Julho e parece que o discurso continua a ser o mesmo, infelizmente. Em 15 dias, Jesus vê mais do que Quique via, que por sua vez via mais do que Chalana e Camacho, que viam mais do que Fernando Santos, que via mais do que Koeman, que via mais do que Trapattoni, que tinha sido campeão.

Em 15 dias, Aimar joga na posição que deveria ter jogado a época passada, que Di Maria vai ter o seu ano de afirmação, que a equipa pressiona alto e que assim é que deve ser, etc, etc, etc.

Todos os anos, a mesma história repetida à exaustão, e com o Presidente a prometer ainda reforços, como sempre fez.

Podem guardar este post para o final da época. Até posso estar enganado (e espero bem que sim, para poder ser feliz), mas o que se passa com o Benfica hoje, infelizmente, já é uma rotina a que no final eu esteja habituado a ficar mal na figura. Para esse papel, dispenso a minha contribuição.

Saudações benfiquistas,

13 comentários:

piazzanuova disse...

Safa, homem! Isso estava aí a borbulhar baixinho e agora rebentou!

Além disso acuso-te de seres quase Àguia de Prata.

É Verão, capo, sorri!

E agora a provocação: Achas que o teu Atlethic se safa amanhã?

Abraço!

JNF disse...

Trap era melhor que Santos, que era melhor que Quique, que era melhor que Camacho que era melhor que Koeman, o pior deles todos. Quanto a Jesus, não sei... mas espero que ande ali pelo patamar do Trap.

Mister D disse...

O meu Athletic tem de se safar é na Primera. Se fizer como fez o ano passado, já me dou por contente. Além disso, até pode ser que calhem os dois novamente na Liga Europa. Lá teria de ir ao Guggenheim...

piazzanuova disse...

Combina-se já a comitiva!

Passaralho disse...

Para Bilbo também vou!
É sempre um prazer :)

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

Mr. Shankly disse...

Eu acho que o Mister D tem rAZÃO. Já aprendiam que esta altura não é boa para euforias.
Em relação a Bilbao, é feio como tudo. Safa-se o Guggenheim, a Catedral e pouco mais. Apesar de preferir o Athletic, acho San Sebastian bem mais bonito.

disse...

É muito fácil:

"Ah e tal, eu sou do Benfica, sei que ele vai perder, que é sempre igual, o presidente não presta, somos bons na pré-época mas ficamos sempre em 3º. Mas se eu estiver enganado fico feliz..."

A mim parece-me que estás enganado no clube, devias ficar feliz por estar certo e não errado, assim, e manifestando a minha opinião, não te vou acusar de ser benfiquista, porque aí tenho as minhas dúvidas!

Passaralho disse...

Bilbo tem também uma movida engraçada e gente boa.

Mas sim, como cidade é muito mais cinzenta do que Donostia, que é fantástica. E a 'movida' também é superior à de Bilbo.
O facto de ser costeira também ajuda.

E que bela é toda aquela costa da Cantábria.

E sim, também eu espero que não sejamos outra vez 'campeões do defeso' e 'campeões de inverno', para estar daqui a um ano a bater na mesma tecla...

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

Coglionne disse...

A azia combate-se com vitórias ou com kompensan. Eu prefiro vitórias.

Estas coisas "dos métodos de treino inovadores", "este ano é que é", novos processos", se virem com atenção, já estão incluídas nas perguntas dos senhores jornalistas. Tipo: "Então diga-me lá: -Este ano é? _ - Pois este ano ano é que vamos ganhar!" Tipo: "Ó senhor emigrante então diga lá se eles estão a trabalhar mais este ano? - Sim, agora já trabalham o dobro do ano passado".

É assim que se faz jornalismo agora em Portugal. Assim e a dar 24 horas de seguida o cr7 ou 9.

Pessoalmente o que me agrada no Jesus (e espero que ele não mude o que sabe fazer bem), são várias coisas:

1º É um verdadeiro treinador de banco (como o Trap).

2º As suas equipas assimilam rapidamente os princípios de jogo que quer implementar, pelo que não teremos de esperar meses para começar a vislumbrar a ideia de jogo da época seguinte.

3º Não tem medo.

4º Não arma uma equipa para jogar em contra ataque. E isto é essencial: o Glorioso tem de saber sair a jogar em contra ataque, mas esse não pode o seu primeiro e único mandamento, porque essa não é a matriz deste Clube.

5º Não vai dar entrevistas à Alexandra Lencastre nem vai ser visto com a Orsi Feher, que a cabeça do homem tem mais em que pensar.

Quanto ao resto, há coisas em que poderia melhorar como a cor do cabelo (ignorará que o cabelo branco é sinal de sabedoria em muitas civilizações e que o último treinador campeão tinha-o branco...) E que dificilmente deixará de fazer entradas a pés juntos à língua de Camões.

Dúvidas: que seja capaz de calar-se e não falar de arbitragens (como o Presidente LFV já fez questão de informar o público). Porque isto de engolir o que vai na alma , não é com ele. Quando começar a ver os jogadores do Glorioso irem parar ao estaleiro por entradas perigosas ou começar a ver os roubos de catedral (nela e fora dela) que, para não quebrar a tradição, vão começar logo nas primeiras jornadas, ele vai falar. Quando os senhores do apito a olharem para o lado e assobiarem. Porque isto de ser roubado no Glorioso não é mesma coisa que ser roubado no Braga ou no Belenenses. No Benfica, os roubos são à nossa escala: é à grande e todos os fins-de-semana (ou quase), não é de vez em quando.

Coglionne disse...

E já agora gostava que o Glorioso ganhasse. Mas mais do que ganhar o campeonato, que jogasse para ganhar, que evoluísse de forma visível e objectiva, que ganhasse uma ideia de jogo e que a pusesse em campo. Enfim, que soubesse o que anda a fazer em campo... O resto (o campeonato), há-de chegar. Agora ou logo a seguir...

LC disse...

Ah granda benfiquista... mas só estou a dizer isto porque me "colaste" no post.
LOL

Mr. D, fazem-te a ti o que se faz ao Benfica, quando se faz bem é a nossa obrigação, quando se faz mal somos uns carneiros que só fazemos merda... isto tem pouco a ver com o teu post, mas quando digo isto, vale para todo o tipo de assuntos.

Infelizmente o português mas especialmente o Benfiquista não lida bem com a crítica.

E mais, é por causa da "acusação" ser tão banal que os "tubarões" estão todos cá fora (sociedade).

Estou contigo companheiro... Viva o nosso Benfica.

Mister D disse...

Meus caros (a todos os que comentaram):

O que a mim me mete mais confusão são os juízos de valor que se fazem imediatamente a quem pensa de forma errada do nosso "querido líder".

É sistemático entrar numa caça às bruxas desenfreada sempre que alguém critica, sempre que alguém põe em causa o trabalho do Presidente ou do que quer que seja.

O crescimento dos grandes faz-se das coisas boas, mas também das coisas más, para se poder corrigir e não haver repetições do que correu mal, mas pelos vistos, esse cenário não se coloca e a memória nestes casos, é fraca, muito fraca...

LC disse...

Ah grande Mr D, vai uma imperialzita no dia da apresentação?