quinta-feira, 9 de julho de 2009

O Porquê do meu voto nas últimas eleições

" Luís Filipe Vieira foi reeleito presidente do Benfica e nunca mais vai ter de se incomodar com Bruno Carvalho, o candidato que derroutou por uma margem que não deixa margem para dúvidas. A afluência às urnas foi absolutamente notável tendo em conta o lamentável desenrolar dos acontecimentos que marcaram o período da campanha eleitoral.
Fizeram muito bem os responsáveis pelo movimento Benfica, vencer, vencer em desisitir de qualquer acção judicial que pusesse em causa a legitimidade do acto eleitoral bem como do seu resultado final.
Fará muito bem Luís Filipe Vieira em partir para o seu terceiro mandato ciente da importância decisiva do percurso da equipa de futebol nos próximos três anos e despreocupado com os dois por cento de votantes em Bruno Carvalho, sem deixar, no entanto, de respeitar essa amostra de vozes contrárias.
Mas será bom que se preocupe a sério com os cinco por cento de sócios que se deram ao trabalho de se deslocar até às assembleias eleitorais para votar em branco.
É este o trabalho que Vieira tem pela frente. Vieira e Jesus, naturalmente.
"

Leonor Pinhão, n'A Bola de hoje.

5 comentários:

Passaralho disse...

Sem dúvida.

E é bom que tenha consciência de que esses 5% não foram muito maiores devido, não ao seu mérito, mas ao enorme demérito do sr paspalho.

Mas bom, bom, bom, era ganhar as próximas eleições com 99,9% dos votos, um tri-campeonato, uma Liga Europa, duas Taças de Portugal, uma Supertaça Europeia e uma presença na final da CL. Isso é que era serviço!
Engolia sapos todo contente, eu!

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

Astutillo Malgioglio disse...

x2 Mister D

Jaime disse...

Passaralho:

APOIADO!

Cumps

Dylan disse...

"O Benfica é dos sócios"

As eleições presidenciais no Benfica tiveram o condão de unir a nação benfiquista. Contra "cavalos de Tróia" e os sedentos de protagonismo, onde não faltaram as manobras pseudo-jurídicas para impedir o acto eleitoral e denegrir os estatutos do clube. A histeria provocada torna-se compreensível à medida que se aproxima o dia em que o Benfica tornará a ser detentor dos seus direitos televisivos desportivos e a sua TV começa a ter o êxito esperado. O poder associativo do Benfica nunca deve ser menosprezado por ninguém assim como a gratidão para com quem transfigurou um clube despedaçado num clube moderno e eclético.

http://dylans.blogs.sapo.pt/

... disse...

na minha tasca até ao fecho do mercado, um levantamento dos jogadores especulados para o benfica. hoje chegámos aos 50, com o rodrigo palacio!