sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Domingo

Domingo, uma vitória passa pelo cliché do costume: ganhar o meio campo. Secar Bellushi com Martins, e colocar Aimar a espalhar nós e classe ao Fievel dá para Peixoto meter o "Mártir do túnel" no bolso.

Descodifico o que escrevi numa noite de sábado: Um jogo daqueles, à chuva, tem um grau de desgaste muito superior. Ontem viu-se. Sucede que Domingo haverá fadiga acumulada de 2 jogos em condições difíceis. Bem sei que 72 horas são o prazo mínimo de recuperação. Mas não é voltar ao zero. Em codições normais...se houver "água aditivada" a conversa é outra.

Não há razão de espécie alguma para que não estejamos melhor que o nojo a nível físico. Posto isto, que o Pateta deixe de o ser, e que os NOSSOS percebam que ganhar no freixo é praticamente selar o título a nosso favor.

Sim, disse-o. E reforço-o. Ganhando no freixo somos bicampeões!(Até pareço o boloposte...)Viva o Benfica!!!

2 comentários:

Pedro disse...

Ganhar no covil da corrupção , mais do q 3 pontos conquistados, sería um rombo brutal na crença daquela escumalha. Se vencermos sou capaz de apostar q no final da primeira volta se não estivermos em primeiro estaremos perto, muito perto.

Vermelhusco disse...

Eu tambem concordo com isto. Tal como a derrota na Supertaca desiquilibrou muito a nossa equipa, se os conseguirmos derrotar o efeito neles sera semelhante ou pior.