segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Vão c'a Gala!

Amanhã é dia de Gala do Rei! Será a minha primeira manifestação monárquica excepto se contar com alguns beija-mãos ao Rei dos Frangos de Moscavide ou ao Rei das Farturas da saudosa Feira Popular.
O problema é que nem todos os benfiquistas se podem associar a tal homenagem. É que o povo benfiquista - quem coroou Eusébio, rei - não poderá ir ao Coliseu se quiser. Primeiro, tem que ter convite. Depois, tem que ter fatiota de ocaisão...
Duvido que o Rei, se pudesse escolher, quereria "dress code" e já agora com porteiros da Prosegur a pedir consumos exagerados e deixar entrar as gajas... Isso parece-me bem mais de ministro.
Naturalmente que percebo que possa haver alguma preocupação de elegância numa noite de gala e onde se pretende transpor magia para uma audiência. Mas essa audiência deveria ser aquela que vibrou com a magia do Pantera Negra: a desdentada, a dos fios de ouro, a das camisas de alças, do fato-treino e meia branca.
É que começam a ser tantos e inquietantes os sinais de clivagem entre sócios...
O Benfica é - e terá sempre que ser, para ser o Benfica - o convívio entre o juiz e o bandido, o engenheiro e o trolha, o taxista e o actor, o proxeneta e uma ex-namorada do Bimbo, e por aí fora.
Qualquer dia a rapaziada sem nome tem que usar os cacehcóis com nó windsor duplo...
Vá lá a ver!

2 comentários:

RouboCopo disse...

Subintende-se neste post que estás preocupado com o destino dos adeptos verdejantes após o esfumaçar do seu clube... :P

editor69 disse...

?