domingo, 17 de abril de 2011

Incredulidade

Perante a incredulidade de Simon, Artur disse que tinha visto e que nada era. Assim se resume o futebol português: eles vêem, mas nada é. Eles sabem, mas nada é. Eles ouvem, mas nada é.

3 comentários:

Pedro disse...

Nem mais!!!
Como lutar contra isto? Como é que num cenário destes há quem assobie algum dos nossos bravos? COMO?!?!

DeVante disse...

Realmente, Pedro!

Atingiu-se o fundo do poço!

csa disse...

Mas Eles não sabem, nem sonham,. que o sonho comanda a vida,. que sempre que um homem sonha. o mundo pula e avança !

mais, muito mais que ROUBAR uns titulos umas taças ... Mesmo na noite mais triste/ Em tempo de servidão/ Há sempre alguém que resiste/ Há sempre alguém que diz não». E Adriano Correia de Oliveira!... e a sempre alguem que diz BASTAAAAAAA DE TANTO ROUBAR .